Agarrar a tradição


Fim-de-semana de jogos tradicionais portugueses. Muito calor, muita música portuguesa e, claro, muitos jogos que ainda não estão esquecidos e que fazem as delícias de miúdos e graúdos. Fico emocionada ao ver os mais velhos matarem saudades e impressionada com o interesse dos mais novos. São jogos intemporais que não se podem perder.

Jogo da malha, do sapo, do burro, dos matraquilhos, das argolas, da macaca, da ferradura, do galo, das andas, do pau, do arco...
... da petanca, das corridas de sacos, do cântaro, da corda, do pião, do prego, do berlinde, do rapa, do mata... entre muitos outros.
Fiquei a conhecer o trabalho do Grupo de Jogos Tradicionais Alfageme de Santarém e do Clube de Praticantes de Jogos Tradicionais (que terá em breve o seu próprio site), que partilham comigo o gosto pela tradição.

No meio de tudo isto ainda houve tempo para jogar à bola com amigos enquanto as mães conversavam na relva sobre aquilo que as mães gostam de conversar.

1 comentário:

R. disse...

Foi um fim de semana muito feliz.O M. divertiu-se muito o que deixou me muito contente.Adoro fazer estes jogos com M.