do fim-de-semana


Encontrei a estante que há muito procurava. Não muito alta, para manter a ideia de amplitude de que tanto gosto, mas com espaço para muitos livros (talvez um décimo do que há cá por casa). A cor também corresponde, tem até umas pequenas flores pintadas de lado e o seu ar velho e usado dá alma à sala. E o melhor de tudo: 20 euros. É por isso que adoro a ideia de aproveitar coisas em segunda mão e o recomendo vivamente. Para além de ser barato, é ecológico, e não deixa de ser um teste à nossa fonte criativa. A verdade é que a sala ficou tal e qual como gostaria que ficasse e sempre que lá passo sinto vontade de sorrir.



E temos boneco novo, pois claro. É uma lebre. Diz que não gosta deste tempo frio, que preferia ter nascido no Verão...

Talvez sinta menos frio quando o irmão nascer.


Por enquanto, aqui.

10 comentários:

yupiii disse...

Adorei a lebre :) fez-me lembrar um outro coelho que tenho cá em casa e do qual ainda não falamos. Beijos espero ver-te este fds

Virgínia disse...

Tens um coelho em casa?? Em casa?? Definitivamente, tens muito a contar! Beijinhos!

maman xuxudidi disse...

Oh mas eu estou a gostar cada vez mais! Quero ver mais, muitos mais...

Vermelho morango disse...

esta série de fotografias está um encanto. as cores...a lebre, muito inspirador.
quanto ao pó ainda não me consigo libertar... fico nervosa com as coisas fora do sítio e só consigo fazer o que gosto depois de pôr tudo na ordem. Conclusão: não tenho feito o que gosto!

menina madrugada disse...

agora é que vi este, quando já tinha comentado o mais recente. opá é deliciosa esta lebre!! é o máximo! toda empertigada!! parabéns está mesmo gira. cátia, que raio de coelho é esse, suspeito q não é de verdade gina ;) pelo menos assim espero!!

Virgínia disse...

Sílvia, a sério que sou igual...
Sara, cheguei a pensar que tinha escondido alguém lá em casa, mas afinal não... ;D

Obrigada a todas, é sempre uma força que me dão!

vera disse...

o teu blog é muito bonito, com as fotos e os teus bonecos que fui conhecendo no flickr mas também com as tuas palavras !
eu também sempre adorei móveis velhos, com uma história para contar, mesmo quando são aqueles que não têm valor especial . Quando vivi na Bélgica, faziam o chamado "vide grenier" que era pôr na rua num determinado dia os móveis ou tralha que já não se queria ... nem imaginas os maravilhosos achados que eu fiz aí ! :-)

vera disse...

ah, e depois daquela conversa toda ainda te queria perguntar : onde é que arranjaste aqueles tecidos africanos ?

Virgínia disse...

Vera, também gosto dessa Bélgica de que falas..
Os panos africanos que tenho são todos herança da minha avó, que os foi coleccionando ao longo dos anos e agora, com a velhice, já não quer tanta tralha.... e eu faço-lhe o favor de os trazer para minha casa. :)

Virgínia disse...

Ah! Só agora percebi quem era a Vera!! Olá! :)