Obrigada

Para quem não sabe, o autor do nome deste blog é o meu filho Miguel.
Ao deitar, na tentativa de fazer demorar um pouco mais a derradeira hora de sucumbir ao sono, ele dizia-me o quanto me amava. Eram tantos os algarismos que um dia decidiu arrematar por mil milhões. Amo-te mil milhões, mãe.

* da Zélia

Antes disso pensei em chamar o blog de Canção de Roda. Porque a imagem de um grupo de pessoas de mãos dadas a cantar e a dançar comove-me. Porque a canção de roda está a desaparecer entre as crianças. Porque Canção de Roda é, para mim, uma metáfora para a vida.



* da Rita Leal

Passado um ano de blog, mais coisa menos coisa, vejo-me dentro de um grupo de mulheres criativas e generosas que se ajudam entre si, que trocam experiências, que investem nos seus sonhos e objectivos e que, acima de tudo acreditam num mundo bom. É a tal Canção de Roda.
* da Diane
Aquela que costumava ser uma confissão íntima entre mãe e filho à hora de deitar, com a palavra que tanto custa dizer em português, depressa começou a andar de boca em boca entre a família mais próxima. A princípio o Miguel estranhou, eu estranhei, mas logo senti que era algo positivo. Há coisas, que mesmo que nos pareçam íntimas, podem e devem sair, deixando que tomem o seu rumo.
Estes belos presentes já deviam ter sido apresentados. Mas tal como na vida real, muitas vezes aquilo que não devemos adiar é o que mais espera. Não podia passar de hoje.
E já que falo na verdadeira felicidade que é participar neste círculo de artesãs que se apoiam mutuamente, vejam o que os nossos botões andam a fazer!
Um grande viva a estas e outras mulheres que não baixam braços e fazem do dia-a-dia algo simplesmente maior!


15 comentários:

rosário albuquerque disse...

Querida Virgínia
Só escreveste coisas positivas e belas, contudo não pude conter uma lágrima que escapou do meu olho!
Um abraço

Anónimo disse...

Mil milhões é tão incontável que parece ser a medida certa para o Amor.


P.

Wicca disse...

Hummmm

Eu ao meu "marido" digo sempre que o amo infinitos elevado a infinitos, infinitas vezes...

loool

Mas para um petit, acho que mil milhões é lindo!!!

Meninheira disse...

Virgínia, que coisas máis belas escreveste! os teus posts sempre estao cheios de dozura :)

Um beijinho

disse...

Olha, há bocado nem sabia do que estavas a falar... eu choro muito e não tenho vergonha, que já estou a chorar outra vez... porque não se chora só de coisas tristes... e tu escreves mesmo bem! Gosto de ti e gosto de te ver num avental igualzinho ao meu... És daquelas pessoas que quando penso "Virginia" sinto orgulho... e encho o peito de ar e fico leve:)

quanto ao grupo de mulheres, gosto de andar de mão dadas convosco. Já são um bom bocado de mim:) uma parte boa!
(O meu filho gosta de mim 11€... )

mariazinha disse...

Lindo e inspirador, e uma gde verdade acima de tudo.

maman xuxudidi disse...

Há já muito que não lia umas palavras tão profundas.
Ser Mãe é extraordinário, mas mais do que isso são os nossos filhos. Bem hajas Virgínia:)

sofia disse...

:)
Eu confesso
A expressão é tão bonita que dou por mim a "rouba-la" e a dize-la baixinho ao ouvido da minha luz assim que adormece
É como um sussurro para um soninho bom
Beijinhos

ps. a canção de roda fez-me recuar à minha infancia... obrigada

joanasoares disse...

Que lindo...
Nada mais verdadeiro que o amor.
:)

JoanaRSSousa disse...

:)
curiosa a forma como a canção se canta em roda... a Zélia é uma amiga minha, que conheci através de um outro amigo...

parece que isto da vida é mesmo uma grande roda onde nos vamos encontrando e cantando

Virgínia disse...

@ Rosário: estive contigo tão pouco tempo e já fazes parte da minha vida. E que bom que é!!

@ Pedro: consegues sempre ler aquilo que deixo por escrever e isso faz-me feliz.

@ Sara: é bom ver todo esse amor nos teus olhos! Esse marido tem muita sorte!

@ Meninheira: só quem é belo consegue reconhecer a beleza que por aí anda! Tu e a tua forma de viver são uma ispiração!

@ Zé: Também tu és uma inspiração! Alguma vez eu teria a força que tu tens para sorrir mesmo quando por dentro choras? Tens me dado grandes lições de vida! E muito obrigada pelas lindas surpresas que só mostram o grande coração que tens!

@ Mariazinha: Escrevo para todos incluindo a mim mesma. É para não me esquecer das grandes verdades!

@ Diane: que inspiração tens sido e que felicidade é conhecer-te! Vejo em ti o que quero ser quando for Grande!

@ Sofia: e eu confesso: adoraria que a expressão passa-se de mãe para filho e que daqui a uns tempos fosso lugar-comum! Era uma honra!

@ Joana: quando falo do amor é daquele que temos dentro de nós e que é a nossa essência. Esse sim, é a grande verdade de todo o Universo!

@ Joana Sousa: e tinhas dúvidas? :)


Um grande abraço em roda para todos!!!

Owl_mania disse...

Tb quero estar na roda Virgínia! Bjs gds,

Virgínia disse...

Já cá estás!! :)

AnJo de PaNo disse...

Obrigada por expressar tão bem o que vai na alma e no coração das mães e mulheres com garra para continuar mesmo quando a areia foge por entre os dedos! É sempre muito bom ler textos que nos inspiram!

Chuva disse...

Mas que grata estou de te ter encontrado aqui e te poder ler.
Que lufada de ar fresco cada post e a forma como o/te expões.
Escreves com o coração e isso encontra-se muito poucas vezes na vida.
Parabéns e tudo de bom!