a vida são retalhos remendados

grinalda

bolas

grinaldas e bolas

E é com retalhos que vou fazendo a vida, pegando daqui e colocando ali, aproveitando o que de bom me possam dar, transformando-os em algo novo, a meu gosto, para que a vida me pareça mais minha e para que quando chegar a muito velha e olhar para o que fiz me possa dar por satisfeita porque fui teimosa e lutei por aquilo que me pareceu mais meu.
Tudo o resto, o que vai caindo no chão, hei-de deitar fora e esquecer.

3 comentários:

avioletadanca disse...

Gosto sempre das tuas palavras. Também eu luto pelo mesmo, embora ainda me perca no caminho. Belo trabalho e belo rapazinho! :)

Virgínia disse...

todas nós nos perdemos, e todas nós vamos lutando. um abraço :)

mulher de gengibre disse...

E assim a vida parece tão fácil... gosto muito das tuas palavras, tão doces e cheias de sentido, bjs*