o Gato Malaquias

o gato Malaquias

o gato Malaquias

o gato Malaquias

o gato Malaquias

o gato Malaquias


Esperou pacientemente mais de duas semanas para ser fotografado.
Gosto de fazer estes gatos mas dão-me muito trabalho. Por ser feito em lã grossa e eu teimar em lhe dar pernas finas, o virar do avesso para o direito é de ir às lágrimas. Quando chego a essa fase, juro a mim mesma que não o volto a fazer mas logo esqueço o que disse e assim que a parte difícil passa, fico com vontade de fazer outro.
Eu gosto do olhar dele assim, entre o maquiavélico e o atrevido - por mais que me esforce, não consigo ver os gatos de outra maneira.
A camisola foi tricotada num algodão muito macio e os botões têm tantos ou mais anos que eu.
Definitivamente, o que gosto neste gato é a fronteira entre o doce e o misterioso - e não é esse o charme dos gatos?

9 comentários:

Trinca Tricô disse...

Adorei!
Está demais, fofo!
Beijos

extranjera disse...

preciosa !!

Virgínia disse...

obrigada :)

Wicca disse...

Virgínia...
És maquiavélica (porque me tentas... NÃO SABES QUE ADORO GATOS???...)

Diz-me quanto tenho que ir roubar ao mealheiro e para quanto o meu gato Mustafah?!? (tive um gato chamado Merlin Malaquias Mustafah...)

Virgínia disse...

Sarinha!! :)
Sou um bocadinho, sim, mas não é para provocar! :)
manda-me um mail,por favor, para falarmos melhor. beijo!

miauuuuu!

tarapatices disse...

Lindos! E eu nem gosto muito de gatos! :)

Já experimentaste virar com uma agulha de croché?

Virgínia disse...

Sandra, costumo usar um pauzinho chinês, deve fazer o mesmo efeito. o problema é que há mesmo pouco espaço para manobras! :)

Vera disse...

tem um ar malandro esse gato ! ;-)

Marta Mourão disse...

Amei o nome!