o milagre dos pães ou o pão que a Luísa amassou

a força

a espera

o fogo

as brasas

o forno

o pão

Uma semana que me soube a mês inteiro. Um horizonte a perder de vista, um silêncio que nos carrega as baterias e nos devolve a nós próprios: um lugar maravilhoso. Tudo isto aqui tão perto.
Mas o melhor de tudo são as pessoas que vou encontrando e que me trazem esperança e alegria num mundo onde teimam em nos dizer que tudo está perdido. A humanidade está viva e de boa saúde, é só querer ir ao seu encontro.

Já no último dia fomos convidados a entrar na casa dos vizinhos, onde todos os fins-de-semana a família regressa da cidade e se junta com prazer e alegria. Fui lá para vêr fazer o pão; saí de lá com o coração cheio.
O fazer o alimento para a família e amigos é muito mais que cozinhar. O alimento é a matéria; a união é a obra. Como ouvi dizer da minha anfitriã: " o trabalho em conjunto mantém a família unida". E eu já me tinha apercebido disso.

Foram várias as mãos envolvidas no processo de fazer o pão, foram ainda mais as bocas envolvidas no processo de o comer e eu, por estar grávida, tive a sorte de ser a primeira a provar o pão acabado de sair do forno a lenha.

Um dia ouvi dizer que a hospitalidade dos portugueses se deve em parte à sua falta de auto-estima. Tenho a certeza que não. Os portugueses sentem que recebem muito quando dão - eles sabem que a alegria maior é a de quem partilha.

6 comentários:

isabel disse...

Inteiramente de acordo! Quem se senta à nossa mesa e come connosco, é um de nós! Um beijo!

Naná disse...

Em minha casa, fazer pão era uma tarefa partilhada por todos! O meu pai amassava, eu ou a minha mãe tendíamos enquanto o meu pai tratava do forno. Ainda há em minha casa o forno artesanal de cozer pão, que pretendo preservar a todo o custo! Só tenho pena de não ter aprendido a amassar...

Cristina Fonseca disse...

Olá
Seria possível disponibilizar -me o contacto da casa em Castelo de Bode?
Adoro essa zona e com os meus dois pimopolhos era óptimo passar lá uns dias.
Obrigada
cristina.f.fonseca@gmail.com

Virgínia disse...

Cristina, esta casa não costuma estar para alugar, foi uma sorte ter tido acesso a esta família. Mas há muitas outras neste lugar e vale a pena procurar porque é uma zona lindíssima.

Paula_2700 milhas disse...

Palavras sábias: " o trabalho em equipa mantém a família unida". Pela minha experiência, é totalmente verdade e quanto mais cedo se começar a fazer uso desse príncípio mais fácil se torna mantê-lo sem grande esforço.

Um beijinho

Paula_2700 milhas disse...

Palavras sábias: " o trabalho em equipa mantém a família unida". Pela minha experiência, é totalmente verdade e quanto mais cedo se começar a fazer uso desse príncípio mais fácil se torna mantê-lo sem grande esforço.

Um beijinho