Eu quero

eu quero eu quero eu quero eu quero eu quero eu quero

Dizem que devemos pedir alto e em bom som aquilo que queremos. A minha avó garantia-me que a palavra falada tinha poderes mágicos. Afinal, antes de tudo ser, já o verbo era.
Eu não sou muito de pedir mas a verdade é que das poucas vezes que assumo algo que quero, esse algo aparece-me aos pés. Se calhar tenho ali um armazém celestial cheio de dádivas à minha espera sem saber. Se calhar, o mundo espera por mim, por um pequeno primeiro passo meu. Se calhar estou pronta.

Descobri que o meu cansaço se devia em grande parte ao não dormir o suficiente. Sabiam-me bem aquelas horas à noite sozinha, quando todos já estavam a dormir. Era esse o meu espaço para trabalhar, para descansar, para ser eu. Mas não dormia o suficiente. Deitar cedo e cedo erguer dá mesmo saúde e talvez faça crescer. Sinto-me muito melhor, os dias são maiores, o tempo está comigo e eu - eu estou no mesmo ritmo da família. Quando olho ao espelho não me vejo como algo que não reconheço e aquela camisola velha e larga voltou a ser a camisola que me faz sentir confortável e não apenas a camisola velha e larga de sempre. 
Agora resta-me descobrir como encontrar espaço para mim e para o meu trabalho durante o dia e não deixar que as encomendas à minha espera me façam sofrer. Vai ser mais fácil do que pensava.

Agora que já encontrei o ritmo que precisava (não me importo de conseguir acordar ainda mais cedo, com os primeiros pássaros da manhã e isso é bem capaz de acontecer com a vinda da Primavera) sinto que posso e devo assumir aquilo que já há muito deixou de ser um sonho e tomou conta de mim. 

Eu quero viver numa quinta. 

Não é fácil dizê-lo, mesmo que escrito. E mesmo não sendo novidade nenhuma, parece que algo em mim encontrou o seu lugar e que talvez por isso eu esteja pronta para o querer mais que nunca.
Não é um sonho, é uma necessidade. Sei que não é coisa pouca mas para quem nunca pede nada... Abram esse armazém aí em cima que eu estou pronta. Prometo que vos trato bem e que nunca vos deixarei cair em esquecimento. Sim?

Agora vou ali dizê-lo em voz alta.


10 comentários:

Rita disse...

Pede e recebera's.
E guarda um bocadinho de chao para mim.

Virgínia disse...

:)

by Deva disse...

Que sonho bonito de se pedir Virgínia. Acredito que um dia, não sei qual, vais viver nessa quinta, aquela que tu conheces melhor que os teus olhos :)

paula carvalho disse...

Onde cresci e para onde quero voltar. A minha camisola velha, a confortável, que se encaixa perfeitamente ao meu corpo. Um dia vou voltar.

É sempre um conforto ler as tuas palavras.
Beijinho

Naná disse...

Não há que ter medo de assumir esse desejo, que no fundo é muito bonito e tão simples :)

às vezes acho que os nossos medos é que nos impedem mesmo de concretizar sonhos e desejos...

estou certa de que daqui por uns tempos virei aqui ler sobre essa mudança para uma quinta ;)

filosofiabotequim disse...

É um sonho muito bonito. Espero que se concretize. ;)

trapos a voar disse...

E esses animais parece mesmo que te estão a chamar....

regressos disse...

Que se concretize, como sonhas :)

amora disse...

é importante acreditarmos nos sonhos. eu tb sonho em viver numa casa com um grande espaço ao ar livre, onde possa ter animais, ovinhos frescos, legumes e fruta.
em tempos pensava muito nisso, agora ando mais calma, mas ainda cá está :)

frascodememorias disse...

É um desejo que nos liga à terra e o Homem sempre pertenceu à terra; não aos mecanismos metálicos e à eletrónica.
Que se concretizem todos os desejos ditos em voz alta!