as mais simples luvas sem dedos

luvas sem dedos

Era uma daquelas noites em que tinha que fazer alguma coisa do princípio ao fim. Não era preciso ficar perfeito, era preciso ficar feito. Encontrei estas luvas e decidi tentar, mais simples era impossível encontrar. Como as mãos da minha pequena companheira ainda são muito pequeninas, decidi não fazer as corujas mas sim umas pequenas flores. 
Ela acordou, calçou as luvas e nunca mais as tirou. Sem corujas, sem flores e um pouco curtas mas quentes, amarelas, e feitas pela mãe - para ela. Também te amo mil milhões, senhorita Alecrim. 

4 comentários:

glaramknits disse...

Gosto inmenso do amarelo que escolheu. A vantagem do crochet é que pode adicionar mas um pedaço e torná-los maiores ou adicionar esse coruja tao giro algum dia ...

R. disse...

Amor puro, Amor para sempre!

Rita disse...

<3 <3 <3, lindas as luvas, linda a mãe e linda a filha.

filosofiabotequim disse...

A senhorita Alecrim ficou uma fofa. Adorei estas luvas. Tenho umas dá muito jeito para escrever durante a noite. Como tenho tendência para ficar com as mão frias, é uma bela ferramenta de trabalho.