quando as mãos se juntam por uma causa

from Portugal with Love from Portugal with Love from Portugal with Love from Portugal with Love from Portugal with Love from Portugal with Love from Portugal with Love from Portugal with Love from Portugal with Love from Portugal with Love from Portugal with Lovefrom Portugal with Love from Portugal with Love from Portugal with Love from Portugal with Love

Há pouco mais de um mês pedi para me ajudarem a ajudar. É difícil acreditar que passou apenas um mês. Tanto eu, como a casa, como a minha família passámos a viver em torno de novas prioridades. Novas para eles, muito antigas para mim. Em tão pouco tempo, tanto aconteceu.
Na verdade, não gosto do termo "ajudar". Quando os meus avós ficaram comigo para me criar, não o fizeram para ajudar. Quando o meu marido larga tudo para me socorrer no que seja que for que está a acontecer, ele não o faz para ajudar. Quando eu estou a sofrer e telefono a um familiar mais próximo e essa pessoa aparece em minha casa em poucos minutos, ela não o faz para ajudar. Quando o meu filho me vem dar um abraço, ele não o faz para me ajudar a sentir melhor, ele fá-lo para se sentir melhor, para se cumprir, para estar de acordo com aquilo que vai dentro dele.
E é isso que eu sinto dentro de mim, que tenho que cumprir o que cá vai dentro. 
E enquanto houver crianças no mundo que não têm os mesmos direitos e oportunidades que os meus filhos, enquanto houver no mundo idosos que moram em miséria e solidão, enquanto houver no mundo mulheres sem liberdade e sem perspectiva de futuro eu não poderei alcançar a paz que tanto almejo. 

Nestes 9 Kgs de boa vontade foram:

  • 6 casaquinhos de lã para bebé feitos pela Sónia Valente (Trinca Tricot)
  • 12 bonecos de pano, 12 porta-moedas/telemóveis, 2 malas, 1 pequeno taleigo, 1 capa para caderno, 1 poncho, 1 gorro, 1 camisola de lã feitos pela Teresa Bray (Loja do Lagarto)
  • 30 gorros para criança feitos pela Alexandra Sarzedas (a Alexandra contribui também com muitas mantas polares que não aparecem nas fotos)
  • 5 gorros em lã para criança, 3 bonecos de pano e 1 manta para criança feitos pela Ana Paula Barata (B'arte)
  • 3 gorros em lã para criança, 1 par de luvas em lã, 2 pares de botinhas em lã para bebé feitos pela Sofia Amaral (Entre a Serra e o Mar)
  • 2 mantas de retalhos para criança (muito difíceis de fotografar) por mim própria
Esta nossa pequena mas calorosa contribuição já está a caminho do seu destino, Refugees Aid BCN, que a encaminhará para a Grécia. A quem queria colaborar mas não chegou a tempo, estes meus (queridos!) amigos em Barcelona precisam de ajuda para fazer chegar todos os donativos ao seu destino. Podem ler aqui (e contribuir, se quiserem fazer parte deste movimento verdadeiramente Humano):



Todas nós queríamos ter feito mais, muito mais. Mas em tão pouco tempo, acho que o que conseguimos foi uma grande prova de que todos, juntos, fazemos a diferença. Bons exemplos disso não faltam.
Tenho a certeza de que o que fizemos chegará às mãos de muitas crianças. O resto, só podemos imaginar. 

Quanto a mim, não vou parar. Aliás, ainda não parei. Mas isso fica para a próxima. :)



7 comentários:

M de M disse...

U A U.....
que belas peças e já agora, que ainda não o tinha dito, que linda iniciativa.
Bem hajas(M)
*

Teresa Bray disse...

Faltou dizer que a minha irmã Sofia Bray também ajudou indirectamente. A linda camisola de lã multicolor e o gorro arco-íris foram feitos pelas suas mãos habilidosas. <3

Sofia Amaral M. disse...

Tanta coisa linda!

(As botinhas de bebé e as luvas foram tricotadas pela minha tia, apenas tricotei os gorros)

Obrigada Virgínia

Anónimo disse...

Muitos parabéns!
Quem receber estas ofertas vai ficar muito feliz. É bom saber que ainda existem pessoas boas neste mundo tão cruel!
Beijinhos.
CR

vera disse...

muito bem

Polliejean disse...

Tanta pena de não ver aí a minha manta que comecei com tanto amor... Certamente terei outra oportunidade de fazê-la chegar a quem precisa!
Beijinhos, bem hajas!

Fernanda Carneiro disse...

Parabéns por sua sensibilidade e iniciativa. Certamente essas lindas doações levarão alegria e conforto às crianças que forem usar.