milagres na varanda

na varanda na varanda na varanda na varanda na varanda na varanda na varanda

A varanda não é grande, consigo dar quatro passos largos de uma parede à outra. Mas o que lá acontece, neste momento, é tanto que quem a vê fica de boca aberta. Principalmente aqueles que não estão habituados a ver crescer o seu alimento (ou qualquer alimento!) ficam verdadeiramente confusos. Como pode ser tão fácil? Então a comida cresce assim, num vaso, em poucos dias? Sim! É das coisas mais fáceis e básicas que o ser humano pode e deve fazer! E mesmo não tendo varanda, há sempre um parapeito de uma janela ou uns vasos dentro de casa onde a luz solar, água e vontade de melhorar a vida chegam. 
Na verdade, é tão fácil e básico que uma criança consegue tomar conta de grande parte do processo. Na verdade, é tão fácil e básico que torna o facto de existir fome no nosso país ainda mais intolerável. 
Temos comido alface todos os dias há quase dois meses. E só tenho seis pés de alface. Seis pés de alface tem chegado para alimentar uma família de quatro pessoas (que adoram alface!). Como? Vamos retirando uma ou duas folhas de cada uma e elas continuam a crescer, sempre bonitas! A natureza é assim!
Chamem-me ingénua mas eu acredito em milagres. Faço questão de acreditar neles e de os proporcionar. Por vezes dão trabalho mas os frutos são uma maravilha.

5 comentários:

by Deva disse...

Tenno uma amiga que mora num sétimo andar e na marquise tem uma série de legumes a crescer, até feijão verde tem! Tudo depende da vontade e do interesse de cada um, porque o espaço não é desculpa. Por aqui está tudo em vasos :)

Virgínia Otten disse...

Feijão-verde tivemos há dois anos e correu lindamente!

Cláudia M disse...

Que espectáculo! Adorei. Tanta coisa boa a crescer :) Tenho que experimentar fazer a minha hortinha ;)

Um beijinho

Virgínia Otten disse...

É mais simples do que parece! Beijinho!

Anita disse...

Adorei ver que cresce uma verdadeira horta na varanda