a lebre e o seu banco


Era uma vez uma menina muito bonita e prendada. Dia e noite sem parar, lá estava ela a trabalhar.
Segunda-feira era um dia especial. Todas as semanas, nesse mesmo dia, procurava um banco para subir. Sem que alguém desse conta, retirava a câmara da bolsa e fazia um retrato. Era o seu retrato em cima de um banco à segunda-feira.
Essa menina pediu-me para fazer uma lebre especialmente para si. Depois de alguns dias a pensar no que havia de fazer, foi assim que a consegui retratar melhor. A gola grande, inspirada naquelas que faz, a túnica preta e as botas quentes de inverno, que não me importava nada de ter em tamanho 38. O banco, esse, foi feito pelo meu bisavô e faz parte do que resta da mobília das bonecas - uma relíquia que guardo comigo e que me faz lembrar do quanto um adulto pode manter-se criança até querer.
Por falar nisso, espreitem o Vidas Crafty desta semana.

13 comentários:

karura disse...

É muito linda como sempre! E esta parece uma bailarina!

rosário albuquerque disse...

Parabéns pelo artigo na Vidas Crafty! Gostei muito de ler e acho que as tuas palavras espelham bem aquilo que vejo no teu trabalho: simplicidade, bom gosto, criatividade e muita humanidade :)
Estive pela primeira vez com uma lebre tua na mão e confirmou-se aquilo que as fotografias insinuavam... é uma (neste caso um) lebre cheia de personalidade e apesar de muito meiguinha, adivinha-se o seu carácter forte!
Gostei muito!

Virgínia disse...

Obrigada às duas meninas! :)
Rosário, que palavras tão bonitas...!

Monica Mindelis Martins disse...

está o máximo!

patrícia disse...

que linda lebre. o banco, a gola... adoro os pormenores.

Dharma´s disse...

Que linda lebre! ( já me ia saltando a lingua para coelhinha, sabes que para mim sao todos coelhinhos )
E o banquinho lembra me tanto um que havia em casa da minha bisavó junto à lareira ( maiorzinho claro! ), imagina aquelas casas sem electricidade de pedra, ela vivia numa desssas, mas o cheiro a fruta, ao queimado da lenha ainda me esta na memoria, e esse banquinho eu sentava me e ficava ali a ve-la a rezar ou a cozer :))))) trouxeste me memorias muito boas com esse banquinho ( ate me salta a lagrima )

Beijinho grande

Virgínia disse...

Monica, Patrícia, Elsa - obrigada! E sejam sempre bem-vindas :)

Elsa, também eu tenho dessas recordações.. ainda há pouco senti o cheiro da lareira do vizinho e lembrei-me de lareiras muito mais antigas, naquelas cozinhas de pedra, das panelas de 3 pés... adoro! Um beijinho!

sofia disse...

Muitos parabéns
Pela lebre que está linda (e junto-me a ti no clube das que adoram estas botas...)
E parabéns pela referencia na Vidas craft - é mais que merecida
Beijinhos

Virgínia disse...

Olá Sofia! Beijinhos***

Ana disse...

linda história a desta lebre!!
lembra-nos que não só o q fazes é bonito... como também as palavras que dizes... reflexos dessa tua personalidade única que adoro!

Virgínia disse...

beijo grande, Ana*

Heleen disse...

Such a nice and beautiful little friend!

menina madrugada disse...

Bem, esta bate todas!!!!!!!!!! é super fashion!!!! hehehehehe parabéns :)