pessoas admiráveis


" (...) é falso dizer que um ideal de perfeição absoluta não pode ser guia na vida e que devemos contemplando-o, ou renunciar a esse ideal, dizendo que nos não serve para nada porque não conseguimos atingi-lo, ou então baixá-lo até ao nível em que se mantém a nossa fraqueza. Raciocinar assim é agir como um navegador que dissesse: Como não posso seguir a direcção que me indica a bússola, vou deitá-la fora ou vou deixar de me guiar por ela, quer dizer abandonarei o meu ideal; ou melhor, ligarei a agulha da bússola ao lugar que corresponderá à marcha do navio, num movimento dado e assim baixarei o meu ideal ao nível da minha fraqueza."
Tolstoi, Sonata a Kreutzer
O indivíduo perdeu-se no mundo. Perdeu a capacidade de pensar por si, perdeu o seu instinto, perdeu a sua verdade mais íntima. Muitos não chegam a ter sonhos - nada me aflige mais que ver pessoas jovens, de vida ainda fresca, sem ideais.
Ter luz que meça o caminho a percorrer é mais importante que o caminho em si.

15 comentários:

Andreia disse...

Obrigada pelo excerto de tolstoi. Realmente, parece que o tamanho dos nossos sonhos e expectativas, é proporcional à possibilidade de os realizarmos. Se queremos pouco, vamos certamente ficar acomodados a menos do que poderíamos ter. É bom ser ambicioso no que toca a ser feliz.

Virgínia disse...

Andreia, este era daqueles posts que eu achava que não teriam feedback. Fico muito contente por me ter enganado :) E gostei do teu blogue!

miosotiis disse...

Como é que podias achar que não teria feedback?...

O que pode ser mais importante que deixar de ser capaz de sonhar?...

Virgínia disse...

Patrícia, querida Patrícia, às vezes parece-me que ando nisto um pouco sozinha... mas voilá, já somos 3 por aqui! :)*

alexa violeta disse...

somos quatro, pois então! :)

Ana Barata disse...

e somos 5! tb te agradeço este excerto de palavras tão certeiras! é ou não verdade que o sonho comanda a vida e que querer é poder? Mal de nós qd deixarmos de sonhar! Eu costumo dizer que "não vou tentar mas conseguir" mesmo que muitas vezes não esteja muito convencida!
obrigada querida Virgínia!

Carina disse...

somos 5! oh se somos!
beijinho

Alexandra Durão disse...

É triste não sonhar, muitas vezes não se nos dá o direito a isso, por vezes quando se está a começar a levantar voo, já alguém está empenhado em cortar as asas, sim é muito triste não sonhar, é ainda mais triste quem está no papel de partir bússolas. Gosto muito de Tolstoi! :-)

rosinha_dos_limoes disse...

Cinco! :)
Deixar de sonhar é deixar de viver. Ás vezes (mais vezes do que eu gostaria) desanimo, fujo ... mas depois leio coisas destas e ganho forças.

Obrigada

Virgínia disse...

:) Somos muitas mais ainda!
É preciso ter metas - os sonhos puxam por nós, e com o tempo mostram-nos quem afinal somos.

Um abraço muito grande a todas e um bom fim-de-semana prolongado!

Margarida disse...

Posso também pôr o dedinho no ar? "O sonho comanda a vida, e quando o homem sonha, o mundo pula e avança, como nas mãos de uma criança". É sempre nova esta canção e é sempre novo o velho Tolstoi. Grata pela partilha.

Virgínia disse...

Bem-vinda, Margarida!
Quem ouve o coração tem sempre razão (olha, rimei!).
Beijinho!

saloia disse...

muito bom Virginia...vou partilhar com o Luís

Virgínia disse...

olá, Mary! Sim, o Luís deve gostar de ver. Eu adorava fazer uma casa assim um dia!

maria madeira | antónio rodrigues disse...

Vivemos num mundo de normalização a todos os níveis, o indivíduo também não é excepção.É uma luta remar contra a maré quando se é diferente. Eu acredito no sonho, é ele que dá cor à vida e é o meu leme que me tem guiado sempre no meu percurso de ida. :)*