respigar pêra rocha

respigar respigar respigar respigar respigar

Queridos amigos, tenho várias toneladas de pêra Rocha ainda nas árvores , não posso entregar na FrutaOeste porque o calibre  ronda 50/55 e e muito pequena e não pagam nada tendo de pagar ainda 10 cêntimos pelo frio . Por isso venham a Quinta do Infesto - Carvalhal - Torres Vedras e podem desfrutar de ar puro trazendo filhos e netos . Durante esta semana podem colher a pêra , e acreditem que se me derem 0,25 cêntimos o Kilo ainda vos ofereço uns kilitos de borla . Como não gosto de ilegalidades passo factura . Amigos , se não for pedir demais solicitava a vossa partilha . Muito obrigado a todos .

Um apelo no facebook que superou as expectativas de quem teve esta simples e magnífica ideia. Estranhamente é uma ideia que surpreende, Portugal não está habituado a pensar por si próprio.

Fomos muito bem recebidos e o ambiente que ali se foi criando por gente a chegar e a partir, baldes e sacos cheios de fruta para lá e para cá tornou-se - pelo menos para mim - comovedor. 
Saímos de lá com a certeza de que é no campo que nos sentimos mais felizes.

E eu tenho uma voz interior que me diz que isto é o futuro, que as trocas vão voltar a ser feitas sem grandes intermediários, que o consumidor cego vai acabar por acordar - assim que haja quem nos ensine a fazer melhor, como esta senhora acabou de fazer sem saber o que esperar, porque as multidões arrastam-se assim, para lá e para cá, como um balde cheio de fruta, pela mão de quem vê o caminho a tomar.

E agora, o que faço eu com 39 Kgs de pêra rocha? Doce, tarte... aceito sugestões!

18 comentários:

trapos a voar disse...

Doce, tarte, pêras bêbadas, ao natural, acho que as possibilidades são quase infinitas e todas saborosas. Tivesse eu sabido...Uma idea de facto genial!

koklikô disse...

parece-me uma excelente ideia esta de abrir as portas das Quintas ao público para escoar a produção, todos ficam a ganhar :)
Nos Estados Unidos é uma prática muito comum, espero que por cá se adquira este hábito !
Experimenta crumble de pêra é tããão bom ;)

Joana disse...

Vi a reportagem na TV sobre a iniciativa desta senhora e achei uma acção extraordinária. Quanto à sugestão, tenho feito crumble de pêra e cá em casa todos gostam! (coloquei receita no meu blogue). Beijinho

tarapatices disse...

Tartes, puré, doce, pêras de conserva... sensivelmente tudo o que possas fazer com maçã :)

AnaGF disse...

Vi a reportagem na televisão, achei a ideia excelente. Para além das sugestões que dás, eu também costumo congelar a pêra aos pedacinhos, depois de levemente fervida. Depois uso para crumbles e bolos. O doce faço em quantidade, pois é muito apreciado cá em casa: nas tradicionais torradas, com requeijão, ou como recheio de uma "jalousie" de massa folhada (é só mesmo isso: massa folhada e doce de pêra - simples, rápido e delicioso!)

Maria Duarte disse...

39 Kg???

De repente lembrei-me que deve ficar óptimo em doce a acompanhar uma carne assada.

M de M disse...

Nós fomos hoje. Deu pena não trazer mais....as mais maduras vão amanhã para a escola da miúda com os restantes (muitos) kilos vamos fazer licor , para oferecer no Natal. Só ainda não conseguimos foi a aguardente.
*

Cidinha disse...

Virginia, parabéns pelo post. Moro no Brasil, São Paulo. Quem me dera fosse assim c/todos os alimentos!!!!! Um dia será, será sim. Olha que lindo, uma amiga de São Paulo chamada Verginia me enviou seu blog, tendo achado ela também essa idéia genial. Minha sugestão p/os 39 kg de pera? Faça polpa e congele p/fazer sucos e utilizar em doces futuramente. Beijos do Brasil!!!

Anónimo disse...

http://tipnut.com/make-fresh-pears/

Espero que ajude!

Inês

Vânia Beliz disse...

Olha querida para o ano, chama o Banco Alimentar, em Beja ha 2 anos que um senhor oferece um pomar de laranjas e distribuem-se por muitas instituições, é ver os voluntarios agarrados ás arvores.

Vânia Beliz disse...

Olha querida para o ano, chama o Banco Alimentar, em Beja ha 2 anos que um senhor oferece um pomar de laranjas e distribuem-se por muitas instituições, é ver os voluntarios agarrados ás arvores.

Virgínia disse...

Obrigada pelas sugestões! As pêras ainda estão verdes pelo que ainda não as posso cozer (penso!). Hoje fiz gelatina com as únicas maduras. Amanhã mostro, se tiver corrido bem! Um beijinho a todas!

www.frascodememorias.wordpress.com disse...

Nas aldeias o espírito comunitário da troca directa ainda está muito activo. Infelizmente, nas cidades impera o que vigora na sociedade em geral: o individualismo e o desperdício. Louvo a iniciativa e só lamento viver longe da quinta. A proximidade com a natureza reposiciona-nos, pelo menos tem esse efeito em mim. Ana

Naná disse...

Realmente, nunca pensámos que iríamos passar por tempos destes... de algum modo a crise trouxe consigo um certo espírito de comunidade que se tinha perdido ao longo do caminho.

Uma excelente iniciativa!
E aposto que as pêras devem ser excelentes, mesmo que não cumpram os padrões de medida... O meu pai sempre disse que a fruta mais miúda era sempre mais gostosa!

Andreia disse...

oh que pena só ter visto hoje...

Judy disse...

Muito generosa e solidária esta iniciativa.
Por aqui pagamos 10 reais pelo quilo das peras portuguesas (acredito que cerca de 3 euros e pouco).
Como já teve variadas sugestões de aproveitamento dos 39 kg terá muito a saborear com estas delícias.

Catarina Santos disse...

Conheci há pouco o seu blog e o seu trabalho e vou continuar a acompanhar... com as pêras, a minha sugestão é cozê-las com pau de canela (gosto especialmente da mistura de pêra, maçã e marmelo) tornar puré e dpois juntar granola, ou apenas nozes e polvilhar com canela, é óptimo para o pequeno almoço, lanche ou sobremesa.uma óptima opção é também juntar as pêras cozidas ou cruas raladas às papas de aveia, adoro :)

Sónia Salgado disse...

Olá. Possivelmente já dou sugestões tarde demais. Este ano tive muitas pêras na horta e não sabia o que fazer... muitas tive que guardar no frigorífico para não amadurecerem tão rápido... Fiz Crumble de pêra, fiz papa de pêra conservada em frasco para ir usando ao longo do ano e tb fiz um doce com base num doce que se vendia antes na casa das sopas que era feito com maçã.
Cozer as pêras cortas em pedaços, com um pouco de açúcar ou sem se preferir e muito pouca água só para cobrir o fundo do tacho, em lume brando. Reduzir a puré. Numa tigela colocar sultanas no fundo e colocar por cima a papa de pêra. Ralar para cima da papa chocolate preto e pequenos pedaços de chocolate e depois a amẽndoa partida em pedaços pequenos. Cá em casa todos adoraram. Bjs